sábado, 30 de julho de 2011

ANTES DE SER MÃE - Patrícia Vaughan

Projeto Gênesis


Antes de ser mãe,
eu fazia e comia refeições quentes.
Eu usava roupas sem manchas.
Eu tinha calmas conversas ao telefone.

Antes de ser mãe,
eu dormia tão tarde quanto eu quisesse e nunca me
preocupava com que horas iria para a cama.
Eu escovava meus cabelos e tomava banho sem pressa.



Projeto Gênesis



Antes de ser mãe,
Minha casa estava limpa todos os dias.
Eu nunca tropeçava em brinquedos ou pensava em canções
de ninar.

Antes de ser mãe,
eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas.
Eu nem sabia que existiam protetores de tomada...



Projeto Gênesis



Antes de ser mãe,
ninguém nunca tinha vomitado ou cuspido em mim.
Eu nunca tinha sido mordida nem beliscada por dedos minúsculos.
Ninguém nunca tinha me molhado.

Antes de ser mãe,
eu tinha controle da minha mente, dos meus
pensamentos, do meu corpo e do meu tempo.
Eu dormia a noite toda!!



Projeto Gênesis


Antes de ser mãe,
eu nunca tinha segurado uma criança chorando para que
pudessem fazer exames ou aplicar vacinas.


Projeto Gênesis


Eu nunca havia experimentado a maravilhosa sensação de amamentar e
saciar um bebê faminto.

Eu nunca tinha olhado em olhos marejados e chorado.

Eu nunca tinha ficado tão gloriosamente feliz por causa de um simples sorriso.



Projeto Gênesis



Eu nunca tinha sentado tarde da noite só para admirar um bebê dormindo.

Eu nunca tinha segurado um bebê dormindo só porque eu não queria deixá-lo.

Eu nunca havia sentido meu coração se quebrar em um milhão de pedaços
porque eu não pude parar uma dor.

Eu nunca imaginaria que algo tão pequeno  pudesse afetar tanto minha vida.

Eu nunca soube que eu amaria ser mãe.


Projeto Gênesis


Antes de ser mãe,
eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora de meu corpo.

Eu não conhecia a força do amor entre uma mãe e seu filho.



Projeto Gênesis


Antes de ser mãe,
eu não conhecia o calor,a alegria,o amor,
a preocupação,a plenitude ou a satisfação de ser mãe.

Eu não sabia que era capaz de sentir tudo isso com tanta intensidade.
Antes de ser mãe...


Tradução de "Before I was Mother"





terça-feira, 26 de julho de 2011

A FELICIDADE HÁ DE SE ESPALHAR...


O Blog do Projeto Gênesis oferece essa linda música/poesia de IVAN LINS,
como mensagem de FRATERNIDADE E OTIMISMO...

Linda não?!



Ivan Lins - www.google.com



TERAPIA COMUNITÁRIA - Atividades de JULHO


Nossas gestantes reunidas no último dia 13, no Salão Paroquial da Igreja N. Sra. de Fátima de Boa Viagem, para
as atividades de TERAPIA COMUNITÁRIA.

Projeto Gênesis

Você sabe o que é TERAPIA COMUNITÁRIA?


(Re)unir pessoas. Trocar experiências. Participar de vivências. Expandir conhecimentos e pontos de vista sobre emoções que todos nós sentimos, através de ações de inclusão social e diversidade cultural. Esses são alguns dos objetivos da Terapia Comunitária(...)
A Terapia Comunitária é caracterizada por um espaço de convivência social. Representa uma oportunidade das pessoas buscarem – e encontrarem – uma rede social de apoio. Isto, independente de idade, classe social e nível de instrução.
Trata-se de encontrar um grupo social de acolhimento. As vivências terapêuticas são baseadas em partilhar emoções que fazem parte da vida de todo ser humano. Muitas vezes, uma pessoa pode apoiar outra por ter vivenciado e encontrado solução para os mesmos problemas e pode também ser ajudado simultaneamente, uma vez que o problema do outro pode ser semelhante ao seu.
O resultado terapêutico é atingido de forma individual, mesmo diante de histórias e narrativas compartilhadas, pois todo participante sente e percebe de acordo com suas vivências pessoais. A presença e participação do outro é importante e é o referencial de apoio e das diferenças culturais. A cada encontro, é possível também observar o resultado coletivo, através das construções e produções do grupo, durante o processo de terapia.



mundopequeno1.jpg


Terapia Comunitária (TC) é uma modalidade de trabalho terapêutico criada pelo médico psiquiatra brasileiro Adalberto de Paula Barreto, da Universidade Federal do Ceará há cerca de 21 anos, e que neste momento  expande-se no Brasil e em outros países, pelos evidentes benefícios que aporta quando adequadamente aplicada.




segunda-feira, 18 de julho de 2011

O SER HUMANO NÃO ESCOLHE NASCER - Pe. João Batista Libanio


CAMINHO DA CONFIANÇA

----o----
O ser humano não escolhe nascer.
Outros decidiram pôr-nos, no mundo.

A vida, sob o olhar imediato, é-nos dada pelos pais. Bastaria o mínimo pormenor que.não os tivesse aproximado e/ou que lhes tivesse tirado o desejo de gerar-nos, e não estaríamos habitando o planeta.

Nascemos da liberdade ou mesmo da casualidade de outros, mas não de nós.

www.google.com

Num segundo momento, surge o cuidado – mais uma vez de outros para conosco ; o animal segue o ritmo do instinto. Não existe dom nem escolha. Funcionam leis procriativas, fruto de longuíssimo processo evolutivo. Apenas parido, ele luta para subsistir sem cuidado de ninguém. Lá aonde nunca chegou o olhar humano, as vidas animais seguem o ciclo da natureza com sucessos e fracassos, com novidades e extinção.

www.google.com

O recém-nascido, largado a si mesmo, não sobrevive. E se é verdade o fato de Amala e Kamala – crianças da Índia que, abandonadas pela mãe, foram criadas por loba -, a história mostra que não adquiriram nenhum comportamento humano. De ser humano, só tinham a parte genética.

A criança estabelece, especialmente com a mãe, uma primeira atitude de confiança, antes mesmo que lhe brote a consciência. O ser humano basicamente só existe se confia.
Eis o primeiro caminho existencial.

À medida que se cresce, a confiança ultrapassa a dimensão primeira, quase instintiva, para amadurecer na liberdade. E se algum rompimento interferir nesse processo,
a criança paga pesado preço existencial.


Se paramos um instante para pensar, constatamos que a estrutura da confiança atravessa todo o nosso dia. Confiamos em milhares e milhares de pessoas para comer, andar pela rua, morar em casa, trabalhar, estudar, rezar etc. Em todo ato humano, há um braço em que nos apoiamos.

J. B. Libanio, sj

------------------------------------------------------------------
 Sobre Pe. J.B.Libanio:


video



Acessando o LINK abaixo você terá acesso ao rico acervo de todos os
escritos do Pe. João Batista Libanio(publicações, artigos, livrso etc);
o vídeo acima e alguns mais que falam sobre sua vida e  formação;
suas palestras e seminários, também podem ser encontrados
neste LINK.




terça-feira, 12 de julho de 2011

NOSSA SENHORA... ELA CUIDA DE TODOS NÓS!

DO NOSSO CORAÇÃO,
DA NOSSA VIDA,
DO NOSSO DESTINO,
DO NOSSO CAMINHO...

video


PORQUE ELA SURGE DIANTE DE NÓS DE VÁRIAS FORMAS...

Nossa Senhora de Medjugorje


A Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, dada em 25/06/11, por ocasião dos 30 anos de suas aparições em Medjugorje.

Acesse o LINK abaixo e assista o vídeo:  Comentário da Mensagem de Medjugorje 25/06/11

http://www.gloria.tv/?media=170708


"Queridos filhos, agradeçam comigo ao Altíssimo pela minha presença entre vocês. Meu coração está feliz vendo o amor e a alegria com que vivem as minhas mensagens. Muitos de vocês responderam, mas Eu espero e procuro por todos os corações adormecidos, a fim de que despertem do sono da incredulidade. Aproximem-se ainda mais, filhinhos, do meu Coração Imaculado, para que Eu possa conduzir todos vocês em direção à eternidade. Obrigada por terem respondido ao meu chamado."

N. Srª da PAZ





Desde 24 de junho de 1981, Nossa Senhora vem aparecendo diariamente, em Medjugorge (Bósnia-Herzegóvina), às 17h40 (13h40, em Brasília). Ela se apresenta como Rainha da Paz e faz ao mundo um último apelo à conversão, através de 6 jovens: Jakov (Iákov), Ivanka, Ivan (ívan), Marija (Mariia), Mirjana (Miriana) e Vicka (Vítiska). São as mais longas e mais intensas aparições da nossa história e Nossa Senhora diz que estas são as últimas. A Virgem Maria aparece como uma lindíssima jovem. Sua voz é harmoniosa, parece uma canção; tem cabelos longos e escuros, olhos azuis e face rosada. Usa, normalmente, um vestido de cor cinza e véu branco. Sobre a cabeça, uma coroa de 12 estrelas. Os pés estão apoiados em nuvem que não toca o chão.


ORAÇÃO de N. Srª da PAZ

 Querida Mãe, Rainha da Paz, hoje senti um desejo muito grande de estar perto de ti, de falar, de receber o teu amor, o teu carinho tão maternal.
Sabe Mãe querida, na nossa vida nem tudo é pleno e perfeito. É preciso minha memória tantas recordações de fatos que me marcaram, pessoas que me magoaram e tudo isso pesa no meu coração tirando-me a paz.
Eu peço a tua intercessão ó doce Mãe e tão querida Amiga. Ajuda-me a afastar para longe todas essas lembranças.
Sei que sendo Rainha da Paz o que mais desejas é a Suprema Paz, que é Jesus. Estejas pois, com cada um de nós.
Dá-me a Tua Paz, Ó Mãe, e que esta Paz se derrame sobre todos os teus filhos. Que a Tua Paz Permaneça conosco e que nada nos separe dela. Roga por nós e estende teu manto sobre o Brasil e sobre todos os Brasileiros. Amém.



A ORAÇÃO segundo o Bispo Dom Alberto Taveira Corrêa

www.google.com



...CUMPLICIDADE

PEQUENEZ

CONFIANÇA...

(Dom Alberto Taveira)





Dom Alberto Taveira Corrêa nasceu em Nova Lima MG no dia 26 de maio de 1950, filho de Alberto Corrêa e Maria da Conceição Taveira Corrêa. Em Nova lima fez os estudos primários, concluídos em 1960. Em 1961 entrou para o Seminário Provincial Coração Eucarístico de Jesus. Ainda como seminarista da Arquidiocese de Belo Horizonte concluiu Cursos de Filosofia e Teologia na PUC-MG.





"Quando encontramos Deus como nosso refúgio e segurança, assumimos na nossa vida que somos peregrinos, e a vida é essa romaria como se faz para ir a Aparecida do Norte ou a Nazaré.
Quando se faz uma romaria é preciso saber aonde se quer chegar."





A IMPORTÂNCIA DO PAI NA VIDA DA CRIANÇA

2396677098_1769223010
www.google.com

Desde a gestação o pai tem um papel fundamental no desenvolvimento do filho. Hoje, comprovadamente, sabe-se que todas as emoções vividas pela mãe na gestação influem diretamente no desenvolvimento da criança. Quando a mãe está feliz, ou triste, nervosa ou tranqüila a criança também recebe esses estímulos, portanto, o pai deve participar ativamente deste período, acompanhando todo o desenvolvimento, as consultas no obstetra, obtendo informações de como será a nova vida com a chegada de um bebê.








www.google.com


Quanto menor a criança, maior é a necessidade de referência e valores. Essa referência sempre estará presente, até a vida adulta, entretanto, nos anos iniciais, os valores discursados e praticados têm um peso significativo. O pai precisa dispor de um tempo efetivo para o filho. Aquele tempinho para contar uma história, rolar no chão e contar as novidades do dia. É preciso exercitar essas atitudes para que efetivamente esse momento seja rico. Se o pai chega em casa, com a cabeça no trabalho, e coloca uma fita para o filho ver e pensa que está fazendo um benefício, pois ele está entretido e feliz, se engana. Aqueles minutos de intimidade são essenciais para criar o vínculo e dar parâmetros de comportamento à criança.




www.google.com



Não se pode mais falar hoje, de um modelo de pai, pois muitos são os tipos de estruturas familiares. Tempos atrás, a família patriarcal era soberana. Bastava ao pai prover autoridade, segurança física e financeira – e pronto, seu papel estava sendo perfeitamente cumprido. Hoje, ainda remanescem algumas famílias patriarcais, mas são poucas.






O pai tem procurado participar mais, dividir responsabilidades e prazeres ao lado dos filhos também. E claro, essa é a receita ideal.
A ausência do pai pode trazer conseqüências psicológicas à criança. Se a ausência é definitiva, no caso de morte ou porque o pai não assumiu a paternidade, há que se trabalhar o contexto com a criança desde cedo contando a ela, na linguagem apropriada para a idade, o que aconteceu e como o restante da família enxerga a situação, procurando minimizar o sentimento de rejeição. É sempre muito importante ter uma figura masculina, seja ela um novo companheiro da mãe, um tio, amigo ou avô, para que se tenha o modelo masculino. Quando a criança não tem esse modelo pode passar por situações de não reconhecimento do gênero. Ela não sabe o que é ser menina ou menino, pois não têm parâmetros. É muito comum, principalmente em meninos já que estamos falando da figura do pai, adotarem trejeitos femininos ou até preferências culturalmente femininas, não porque tenham uma opção sexual diferente, o que também pode ocorrer, mas porque simplesmente ele não sabe o que é ser menino ou o que faz um menino.




Para o famoso “pãe”, o conselho é: pais são tão capazes para lidar com a rotina do filho quanto as mães. O ponto mais importante é ter consciência da necessidade do modelo feminino, como dissemos em relação ao masculino. Importantíssimo é não menosprezar a mãe, por mais difícil que tenha sido a separação, se for esse o caso. Há que se pensar na criança. Mães e pais são vínculos eternos. Não se deve "fazer a caveira" do outro, pois elas crescem, são inteligentes e irão certamente fazer comparações e tirar suas conclusões, percebendo os defeitos e qualidades de ambos. Sabemos que uma separação na maioria das vezes não acontece de forma amigável, mas é preciso se conscientizar e não usar as crianças como ferramenta para ferir o outro. Sejam espontâneos e transparentes. Não é preciso recompensas materiais. Curtam os momentos em que estão juntos, riam e se divirtam. Não há melhor receita.
Karen Kaufmann Sacchetto
Pedagoga
Especialista em "Distúrbios de Aprendizagem"
Mestranda em "Distúrbios do Desenvolvimento"
karenks@terra.com.br










Fonte:

segunda-feira, 11 de julho de 2011

JOSÉ SARAMAGO - Definição de filhos

Projeto Gênesis





"Filho é um ser que nos emprestaram para um curso
intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo ! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo".




(José de Sousa Saramago foi um escritor, argumentista, jornalista, dramaturgo,
contista, romancista e poeta português.)



Foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998. Também ganhou o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa. Saramago é considerado o responsável pelo efectivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa.
O seu livro Ensaio Sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema e lançado em 2008, produzido no Japão, Brasil e Canadá e dirigido por Fernando Meirelles. Em 2010 o realizador português António Ferreira adapta um conto retirado do livro Objecto Quase, conto esse que viria dar nome ao filme Embargo, uma produção portuguesa em co-produção com o Brasil e Espanha.
Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, é membro do Partido Comunista Português e foi director do Diário de Notícias. Juntamente com Luiz Francisco Rebello, Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura (FNDC). Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago viveu em Lanzarote, nas Ilhas Canárias até o dia de hoje, onde faleceu com 87 anos, vítima de leucemia.



Para saber mais sobre sua obra - ACESSE: